janeiro 22, 2013

O diário de uma mulher de quase 30 - Festa na Empresa

“Megg – departamento de comunicação: responsável pelos comes e bebes da festa de aniversário de 30 anos da revista”



Pra variar me atrasei, perdi a reunião e como se não bastasse esse foi o recado bombástico que encontrei fixado no mural da redação em plena segunda-feira... Minha cara de espanto foi inevitável, não entendi o porquê de tal escolha e fiquei imaginando quem teria feito essa brincadeira de tão mau gosto comigo.

Logo minhas dúvidas foram sanadas por uma voz irritante vinda de trás de mim: “Bom dia Megg! Gostou da novidade?”. Era a magérrima secretária do chefe. Neste exato momento tive a impressão de que havia um enorme NÃO estampado em meu rosto, mas logo em seguida abri um enorme sorriso amarelo, demonstrando minha imensa alegria em ter recebido tão gloriosa missão.

“Falamos sobre isso na reunião de hoje de manhã, aquela que você não participou porque chegou atrasada, e a ideia de te deixar responsável pelos comes e bebes da festa de 30 anos da revista foi minha! Afinal você tem o paladar tão sofisticado, quem poderia ser mais adequada para tal missão?”. Disse com um ar triunfante.

Pra mim essa declaração poderia soar como qualquer coisa, menos como um elogio. Na verdade o tom da reunião deve ter sido outro completamente diferente:

-Chefe: Pessoal, a festa de 30 anos da nossa revista será um evento muito importante, receberemos sócios de outras cidades e precisamos de uma cerimônia impecável. Quem poderia ficar responsável pelos comes e bebes da festa?”

-Magrela: “A primeira pessoa que me vem à cabeça é a Megg do departamento de comunicação, pois tenho a impressão que ela deve conhecer pelo cheiro a maioria das comidas dos arredores do escritório”! Traduzindo: “Ninguém melhor que a Megg, a gordinha da comunicação, ela vive comendo pelos corredores da redação”. ¬¬

Sai correndo em direção da minha mesa, com um sorriso mais amarelo do que uma banana madura, tentando disfarçar a imensa vontade de pular no pescoço dela... Quando sentei em frente ao computador comecei a pensar na roubada que acabara de entrar, oh céus!

Comecei a pensar no lado bom, de que teria total acesso aos quitutes e poderia colocar um comprimido de laxante em algo que minha querida colega secretária iria comer, mas isso foi só uma ideia... Logo após fui invadida por um sentimento de desespero, por lembrar as tragédias que já aconteceram em festas anteriores, um verdadeiro circo dos horrores.

Algumas pessoas perdem o senso do ridículo quando bebem, eu sou um exemplo disso, da última vez que eu bebi em uma festa da empresa era no final de ano e naquela empolgação acabei entrando na onda do “Amigo da onça” e terminei vestida de coelhinha da Playboy, com direito a rabo e tudo e pra completar o “look”, uma coleira brilhante com a iniciais “RC”.

Só fui descobri o que significava a tal sigla quando na semana seguinte recebi um pequeno ramalhete de flores com um cartãozinho, com as mesmas iniciais, no cartão dizia: “Adorei sua coleira na festa da empresa, minha coelhinha” Ass: Roberto Carlos. Não, não foi o Rei que me mandou aquelas flores, foi o rapaz estranho do TI que na época diziam ser apaixonado por mim... God!

É por essa e por outras que hoje em dia não bebo mais que uma dose, mas tem gente que enfia o pé na jaca mesmo e realmente exagera... É um tal de puxar o saco do chefe daqui, algumas funcionárias que vão de roupas justíssimas e dançam até o chão pagando calcinha de lá e outros que só falam besteiras pelos cantos, colocando sempre a culpa de tudo no ponche de maçã.

Mas o pior de tudo é que a maioria das pessoas aqui da redação esquecem que para todo momento constrangedor, sempre existe um infeliz para registrar cada detalhe por meio de fotografias, postando instantaneamente seus micos no Instagram com as hashtags #meggbebaça ou pior #meggliberageral. 
E no final todas essas fotos acabam armazenadas em uma pastinha na rede de computadores da empresa, disponíveis para qualquer funcionário da empresa rir da sua cara o ano inteiro.

Quando você se dá conta, aquela sua foto de um olho fechado e outro aberto, com um copo de cerveja em uma mão e um espetinho de linguiça na outra, abraçando alguém que você nem lembra quem é, vai parar na rede social de alguém...

Enfim, acho melhor eu voltar a trabalhar e pensar nessa tal festa depois, se eu sobreviver a tudo isso volto aqui pra contar!

Ooops hora do almoço!

6 comentários:

  1. Line sempre me divirto horrores com a Meg, essas situações constrangedoras que nos assombram, ainda bem que em festas da empresa sou bem controlada, mas sempre presencio os super bêbados pagando mico.

    #LoveMegg

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Keh! Logo mais tem mais! bjks #meggloveskelly

      Excluir
  2. A Meg é demais! Hahaha!
    Mico em festa de empresa é de lei! Dá até medo de ir, viu?
    Melhor coisa é dar uma segurada na bebida, afinal, você vai ver essa galera por muitos dias ainda.

    Beijinhos!
    http://www.naomepoupee.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Line que bom q passou por aqui e gostou da Megg! rs seu blog tá lindo! bjks

      Excluir
  3. Como sempre eu adorando essas histórias!
    Linda a Megg!

    ResponderExcluir

Colaboradoras

Colaboradoras
Thammy, Glau, Keh, Fah e Tati